História da padroeira - Santa Bárbara
Um homem rico chamado Dióscoro, pagão, tinha uma filha chamada Bárbara, que possuia uma beleza extraordinária.
O pai para a resguardar dos pretendentes, encerrou-a numa torre. Ela foi várias vezes pedida em casamento, mas recusou sempre.
Numa piscina que havia no castelo, Bárbara baptizou-se, porque era cristã de coração. No castelo tinha somente duas janelas, mas Bárbara exigiu mais uma para o conjunto de todas ficar honrando à Santísima Trindade.
O pai ao regressar mostrou-se furioso por ver que a flha tinha desprezado os seus Deuses. Então quis matá-la, mas ela fugiu. Passado algum tempo o pai encontra-a e arrasta-a até junto ao juiz, nosso Senhor conforta-a, porém, nesta altura une-se a Bárbara uma mulher chamada Juliana. O resultado foi enviar Deus um vestido. Mas Dióscoro corta a cabeça da filha e Juliana é executada pelos soldados.
Dióscoro é reduzido a pó opr um raio À santa é atribuido preservar os seus devotos da morte repentina. Segundo o livro das horas pedia-se "fazei Senhor que por intercessão de Santa Bárbara obtemos receber, antes da morte o sacramento do corpo e sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo" por isso a Santa muitas vezes é representada por segurar um lírio sobre o cálix com a hóstia.
Santa Bárbara é a padroeira dos arcabuzeiros, dos canhoneiros, dos marítimos, dos mineiros e dos bombeiros.
É representada com a torre em que habitou, com a palma da pureza e com a espada que o pai lhe cortou que lhe deu a morte.

Festa a 4 de Dezembro.
Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados.AAAAA